Circuito das Grutas e Ruínas do Sítio Humaitá

  Endereço  Floresta da Tijuca, Alto da Boa Vista, Rio de janeiro, RJ
  Distância Total  4,78 km
  Tempo Total  3 horas
  Elevação Máxima  690 metros
  Nível do Trajeto  Leve

 

 

 


 

>A CHEGADA

     A entrada da Floresta da Tijuca está localizada na Praça Afonso Vizeu, no Alto da Boa Vista, no meio do caminho entre Tijuca e Barra da Tijuca, próximo ao Corpo de Bombeiros. A melhor forma para chegar até lá é de carro, pois é necessário enfrentar uma longa subida dentro do Parque (outra opção é ir de bicicleta). Para quem for de ônibus, as linhas que passam por lá são 301, 302 e 345.

      Já dentro do Parque, o primeiro estacionamento que será avistado é o que fica em frente à Cascatinha Taunay*, uma das atrações do Parque. Vale a pena dar uma parada pra aprecia-lá. Logo adiante há uma placa indicando a entrada para o estacionamento do Playground. Ignore-a e continue subindo até o Restaurante “A Floresta”.

 

>A TRILHA

          O início da trilha fica no estacionamento do Restaurante e é facilmente identificado pela placa “Grutas”. Após uma curta caminhada, cruzando a Estrada dos Picos e a Estrada Major Archer, avista-se a primeira gruta: Gruta do Belmiro*. A gruta possui uma entrada estreita e não há muito espaço interno, mas vale a pena encarar uma subida ao lado dela pra admirar a paisagem e tirar algumas fotos.

 

Placa Gruta Belmiro

      Após retomar a trilha principal, a alguns minutos adiante já está a entrada para a Gruta do Archer*. A descida é simples, mas exige um pouco de atenção. Já no interior da gruta é possível sentir um ar gelado e a umidade do local. Também há uma grande abertura  na gruta que permite um belo visual da floresta!

Gruta do Archer

     Continuando pela trilha, sempre guiados pelas placas, depara-se, mais a frente, com a entrada para duas grutas: Gruta dos Morcegos e Gruta Bernardo de Oliveira. Esse caminho leva até um paredão rochoso imenso, utilizado para prática de escalada. Diante desse paredão há um amplo espaço, ideal para um piquenique em família. 

      A Gruta do Bernardo de Oliveira*. é bem pequena e pouco interessante, já a Gruta dos Morcegos* é muito famosa. À princípio não da pra notar nada de especial, mas à medida que vai se espremendo através das estreitas paredes que formam a sua entrada, percebe-se o porquê dela ser tão conhecida. A gruta é enorme! Lá dentro é bem escuro, mas no seu interior há uma pequena abertura por onde entram os raios solares. Vale a pena conferir!

OBS: A gruta serve de habitat pra muitos morcegos, portanto respeite esse espaço e evite fazer barulho!

     Retornando à trilha principal – Caminho das Grutas – seguir por um bom tempo, cruzando o Rio do Archer, onde é possível se hidratar e descansar, até chegar à Gruta Gabriela*, localizada mais acima. (ignore a placa indicando o caminho para a Gruta Paulo e Virgínia).  A gruta é pequena e não há muito pra ver, mas vale a pena o registro.

OBS: Seguindo por uma trilha ao lado da Gruta Gabriela, chega-se à Cascata Diamantina, uma pequena queda d´água dentro de uma gruta. Um ambiente bem relaxante.

         Não muito além da Gruta Gabriela estão as Ruínas do Sítio Humaitá*. Lá há uma placa com um breve relato da história das ruínas. Essa mesma trilha leva à Fazenda*, passando pelo Bosque dos Eucaliptos*. Durante o caminho há algumas ruínas e construções abandonadas. (no caminho há uma bifurcação. À esquerda está a Estrada Major Archer, por onde passam carros. Para visitar esses locais siga à direita). O caminho é curto e visualmente muito bonito.

      Voltando pelo mesmo caminho, mas agora seguindo pela Estrada Major Archer em sentido contrário aos carros – subindo a estrada – tem mais duas pequenas e pouco interessantes grutas localizadas à beira da estrada (as grutas se chamam Surucucu e Eleutério). Mais à frente, uma grata surpresa. A Vista do Almirante*, um mirante voltado para a Pedra da Gávea*. A vista é perfeita! Dá vontade de sentar ali e ficar o dia inteiro admirando uma das maiores belezas do Rio.

Vista do Almirante

 

>CONSIDERAÇÕES FINAIS*

         Apesar da trilha ser muito bem sinalizada, há algumas bifurcações que levam à trilhas fechadas e podem confundir os mais aventureiros. Por isso, abaixo disponibilizo o mapa que usamos para nos guiar pelas trilhas. É bem ilustrativo , simples e não nos deixou na mão em momento algum. Em seguida, apresentamos algumas curiosidades sobre os pontos de maior interesse.

Mapa do Circuito das Grutas

Parque Nacional da Tijuca (PNT): “Localizado no coração do Rio de Janeiro, com acesso pelas Zonas Norte, Sul e Oeste, o Parque Nacional da Tijuca (Parna Tijuca ou PNT) protege a maior floresta urbana do mundo replantada pelo homem, com uma extensão de 3.953 ha de Mata Atlântica. É o Parque Nacional mais visitado do Brasil, recebendo mais de três milhões de visitantes por ano, entre brasileiros e estrangeiros de todas as idades. 

Dividido em quatro setores – Floresta,Serra da Carioca, Pedra Bonita/Pedra da Gávea e Pretos Forros/Covanca, o PNT tem opções de programas para todos os públicos: desde áreas para piquenique e churrascos até voo livre, escalada, trilhas e outrasatividades. Entre os famosos cartões postais do país, estão o Morro do Corcovado, onde está localizada a estátua do Cristo Redentor, uma das sete maravilhas do mundo moderno, a Vista Chinesa, a Pedra da Gávea, o Parque Lage e as Paineiras.“. Horário de Funcionamento: 7h às 17h. (Fonte: http://www.parquedatijuca.com.br/)

Se você está interessado em ajudar o meio ambiente, o Parque oferece a oportunidade de qualquer pessoa se inscrever para a equipe de Voluntários do Parque, podendo atuar em diversas atividades semanais em diferentes localidades (Floresta da Tijuca, Corcovado ou Pedra Bonita/Pedra da Gávea) ou em mutirões que ocorrem mensalmente. Para mais informações, acesse o site oficial do PNT (Link acima) ou mande uma mensagem para nós.

Gruta do Belmiro:Esse nome foi dado em homenagem ao antigo morador da região que junto ao Tenente Coronel Escragnolle, colaborou com o reflorestamento da região.”. (Fonte – http://trilheiross.wordpress.com/)

Gruta do Archer: Nome dado em homenagem ao Major Archer, um dos responsáveis pelo reflorestamento da área;

Gruta Benardo de Oliveira:Esse nome foi dado em homenagem ao cafeicultor que colaborou com o reflorestamento da região junto ao Tenente Coronel Escragnolle.”. (Fonte – http://trilheiross.wordpress.com/)

Gruta dos Morcegos:É reconhecida como a segunda maior gruta em gnaisse do Brasil e a terceira maior gruta do Brasil e, por isso recebe bastante visita para estudos geológicos. A mesma mede cerca de 20 metros de altura, 8 metros de largura e 100 metros de comprimento. Muitos visitantes começam no sentido contrário do Caminho das Grutas só para ver a Gruta dos Morcegos.” (Fonte – http://trilheiross.wordpress.com/)

Gruta Paulo e Virgínia:O nome dado à gruta foi em homenagem aos personagens do romance Paulo e Virgínia, escrito no século XIX pelo francês Bernadin de Saint-Pierre”. (Fonte – http://trilheiross.wordpress.com/)

Ruínas do Sítio Humaitá:O sítio era de propriedade do Barão do Bom Retiro que perdeu seu filho durante a Guerra do Paraguai (1864 – 1870), na Batalha do Humaitá, e resolveu homenageá-lo. Ainda nesse mergulho de volta ao passado colonial do Parque, a Fazenda marca uma época em que a monocultura de café dominava (e desmatava) a Floresta. Desmatamento que foi combatido com o plano de reflorestamento, iniciado por Archer e continuado pelo Barão d’Escragnolle. O Barão tinha um especial amor pela região e construiu sua casa ali, onde hoje funciona o Restaurante Os Esquilos.”. (Fonte – http://www.oeco.org.br/)

Vista do Almirante: O nome se deve à homenagem de Escragnolle ao seu avô, o Almirante Beaurepaire, oficial da marinha portuguesa que se destacou por ter bloqueado forças portuguesas contrárias à Independência do Brasil.(Fonte: http://www.adventureinrio.com.br)

Digiprove sealCopyright secured by Digiprove © 2015

Deixar uma resposta

All original content on these pages is fingerprinted and certified by Digiprove
Por favor, aguarde...

Junte-se a nos!

Deixe seu nome e e-mail pra que possamos enviar todas as novidades do nosso site, (relatos de trilhas, cachoeiras, dicas sobre viagens e muito mais) assim que forem sendo publicadas!! Siga também nosso instagram - @trilhasecachoeiras - e nos envie suas fotos...toda semana publicamos o \"destaque da semana\". Grande Abraço!
Translate »