Encarar uma longa viagem sozinho pode parecer loucura para algumas pessoas, mas para outras é um estilo de vida. Depois da primeira vez, um novo mundo se abre a sua frente. Viajar sozinho é uma experiência especial. Vem comigo que vou te explicar o porquê!

♦ Quais as vantagens de viajar sozinho?

Viajar sozinho é uma experiência enriquecedora e válida para todos que desejam desbravar o mundo, seja num final de semana, durante as férias ou num ano sabático. É um estilo de viagem que tem conquistado cada vez mais adeptos, seja pela flexibilidade, liberdade ou economia que proporciona. São tantas vantagens que fica até difícil listar algumas para você, mas se esse é o empurrão que você está precisando para se jogar no mundo, vamos lá:

1. Amadurecimento e Autoconhecimento

Cada obstáculo que nós enfrentamos, nos fortalecemos e evoluimos. Não tenha dúvidas de que viajar sozinho vai mudar sua vida. Você vai passar por muitas experiências e vai vivê-las intensamente.

Quando retornamos de uma viagem, não trazemos de volta apenas a bagagem física, com roupas e itens de higiene… trazemos também uma bagagem emocional com todo o aprendizado que tivemos, as experiências enriquecedoras que vivenciamos, os lugares e pessoas que conhecemos, os desafios que encaramos, as conquistas que atingimos. Isso tudo faz parte do processo de crescimento e amadurecimento pessoal.

Além disso, VIAJAR SOZINHO É VIAJAR PARA DENTRO. Quanto mais longa a viagem mais profundo você vai na sua mente. Muitas vezes você vai se pegar pensando na sua vida, refletindo sobre vários aspectos dela. Suas lembranças do passado e seus planos para o futuro… vai estar tudo ali. É uma oportunidade pra mexer naqueles cantos empoeirados da sua mente e fazer uma limpeza geral. Pode ter certeza que após uma viagem só, você vai voltar com a cabeça arejada e os pensamentos mais organizados. 

2. Fazer novas amizades

Quando ouvimos a frase viajar sozinho, logo imaginamos uma solidão profunda – o que pode ser verdade –, mas só se for este o objetivo da viagem. NUNCA ESTAMOS REALMENTE SOZINHOS. No caminho, sempre nos conectamos com outras pessoas. As vezes essa conexão não dura mais do que um dia, outras vezes dura uma vida inteira. Tenho amigos que conheci em uma dessas viagens sozinho, que considero como família. 

Embarcar em uma viagem sozinho vai te abrir portas para muitas novas amizades. Quando você não têm uma companhia de viagem, acaba ficando muito mais receptivo para trocar ideias com pessoas diferentes. O importante é estar aberto a isso e deixar fluir. O universo trará até você pessoas que compartilhem da sua energia e cada pessoa que cruzar o seu caminho, agregará na sua vida de alguma forma.

3. Aprender e se desenvolver em novos idiomas

Quando você está sozinho, não pode se garantir em outras pessoas, que falem melhor o idioma local. Você tem que se virar, mesmo que não se comunique bem naquela língua. Muitas vezes esse é o empurrão que as pessoas precisam pra aprender um novo idioma. SE COMUNICAR É COMPARTILHAR.

Não se preocupe, todos já passamos por isso. Nas primeiras vezes pode ser um pouco estranho e constrangedor, mas com o tempo nos acostumamos e percebemos que as pessoas são bem receptivas com aquelas que, mesmo com dificuldade de se comunicar na língua local, se esforçam para isso. Seja na base da mímica ou do “enrolation”, tudo vai dar certo!

4. Se programar com mais liberdade

Quando viajamos com outras pessoas, ainda que sejam familiares ou amigos de longa data, sempre vão surgir momentos de indecisão ou desentendimentos. Cada pessoa tem seu ritmo e suas preferências. Viajando sozinho, sua viagem fica mais dinâmica e flexível. Quem nunca se estressou viajando junto a um grupo grande? Principalmente naquela hora de se arrumar pra sair, onde cada um tem um ritmo diferente.

VIAJAR SOZINHO É SER O ROTEIRISTA, DIRETOR E PROTAGONISTA DA SUA VIAGEM. Você escolhe os seus roteiros, faz tudo no seu tempo, sem pressa, sem estresse. 

♦ Aplicativos úteis para quem viaja sozinho

Viajar sozinho requer um planejamento especial. Pensando nisso, trouxemos alguns aplicativos indispensáveis para ajudar você nesse momento. Veja a seguir:

  • Airbnb – se a intenção for interagir com um local, a melhor opção é a reserva de um quarto, mas se você estiver trabalhando enquanto viaja, talvez seja melhor procurar no filtro “espaços inteiros“. A plataforma ainda disponibiliza uma gama de atividades ofertadas pelos moradores locais – AirbnbExperience;
  • Booking.com ideal para quem procura hospedagens. Eu sempre recomendo, para quem está viajando sozinho, que se hospede num hostel. Além de poder escolher entre quartos compartilhados ou individuais, a maioria dos hostels já são preparados para receber viajantes que precisam de ambientes para trabalhar. O ponto alto dos hostel é a interação entre os hóspedes e a oportunidade de conhecer pessoas do mundo inteiro;
  • Couchsurfing –  plataforma que permite que moradores locais ofereçam hospedagem em suas casas para viajantes, sem cobrança de dinheiro. O “pagamento” é a troca cultural que acontece entre anfitrião e visitante. É a maior plataforma desse tipo no mundo e seu sistema de avaliações oferece segurança para os seus usuários. Ponto negativo é que a plataforma, que antes era inteiramente gratuita, instituiu uma taxa de assinatura mensal, sob justificcativa de dificuldades econômicas causadas pela pandemia;
  • Trustroots | BeWelcome plataformas gratuitas semelhantes ao Couchsurfing, porém com menos usuários e pior navegabilidade. Alternativas para quem não deseja pagar pelo serviço; 
  • Moovit – é um aplicativo que permite que o viajante localize as melhores rotas de transporte público;
  • BlaBlaCaraplicativo de carona solidária, onde as pessoas podem oferecer carona em seus carros, em troca de ajuda de custo. O aplicativo conta com um sistema de avaliação que fornece segurança aos usuários. Falarei mais sobre viajar de carona na próxima seção. Continue lendo;
  • Mochileiros.comÉ uma fonte indispensável para quem deseja viajar sozinho! Lá, além de poder combinar de encontrar com outras pessoas que estejam viajando sozinhas para o mesmo destino, você consegue ler relatos e dicas de pessoas que já estiverem nesse mesmo lugar;
  • Grupos do Facebookas pessoas ainda utilizam o facebook para compartilhar caronas solidárias e procurar companheiros de viagem;

♦ Como viajar sozinho de carona

Antes de mais nada, a primeira pergunta que surge é: Viajar de carona é seguro? Em muitos países dar carona é algo muito comum e bem enraizado na cultura do povo. Até mesmo no Brasil podemos encontrar cidades onde é comum se deslocar por carona – cito como exemplo Alto Paraíso, na Chapada dos Veadeiros. No entanto, na maior parte das capitais do Brasil, dar carona não é algo comum. As razões são diversas, mas passam, sem dúvidas, pela insegurança e medo, o que faz todo sentido, já que vivemos num país violento.

✦ Veja também: Chapada dos Veadeiros sem carro: aprenda como se virar

Hoje em dia, não é mais necessário ficar na beira da estrada com o polegar levantado. Já existem diversos aplicativos de carona solidária, que permitem que motoristas e viajantes, que estejam seguindo a mesma rota, possam se conectar e reservar as caronas, em troca de uma ajuda de custos – com gasolina e pedágios. Apesar de apresentarem funcionalidades diferentes entre si, todos possuem uma boa interface, são fáceis de usar e costumam oferecer preços mais competitivos do que outros tipos de transporte.

✦ Confira também: Quais são os 3 melhores aplicativos de carona solidária do Brasil?

Algumas dicas especiais ajudam a tornar a viagem dos usuários mais segura. Além das orientações que já são dadas pelas plataformas, atitudes simples reforçam a segurança: saber o trajeto antes, usar o GPS do celular durante a viagem, avisar alguém de confiança o seu destino e os dados do motorista e descer do carro caso desconfie de alguma ação suspeita. Se algo estiver fora da normalidade antes mesmo de embarcar, o ideal é não fazer a viagem. Você pode cancelar a qualquer momento a depender da funcionalidade de cada plataforma.

♦ Cuidados básicos para quem viaja sozinho

Viajar sozinho não é esse “bicho de sete cabeças” que pessoas imaginam, mas alguns cuidados básicos são importantes para evitar situações incovenientes. Veja a seguir:

  • O planejamento de viagem é fundamental. Chegar em um lugar novo, sem saber que rotas pegar, onde ir e depender unicamente da ajuda de desconhecidos, é “dar sopa para o azar”!
  • Evite andar com muito dinheiro em espécie. Tenha sempre várias fontes de dinheiro, como cartão, carteira virtual, dinheiro guardado etc. Eu também guardo o dinheiro em diferentes lugares quando saio (por ex. na carteira, na doleira, na meia). Acredite, se você estiver diante de uma situação iindesejada, o dinheiro pode fazer toda a diferença!
  • Tome conta de suas coisas. Por mais que esteja em um lugar aparentemente tranquilo e seguro, em qualquer lugar do mundo existem pessoas mal intencionadas, que se aproveitam da ingenuidade ou distração dos outros. Evite deixar seus pertences soltos. Se possível guarde num armário com cadeado;
  • Não tome bebidas de outras pessoas e nem passe dos limites na bebedeira. Quando você está em uma festa com os amigos, você sabe que eles estão ali para te ajudar caso precise, mas viajando sozinho, você precisa se cuidar e evitar situações indesejadas;  
  • Confie em seus instintos. É normal nós brasileiros levarmos na bagagem a sensação de desconfiança e medo conosco. Aquela sensação de alerta que é tão importante pra nós onde moramos – por conta da violência urbana – pode não fazer muito sentido em outros lugares. Mesmo assim, confie nos seus instintos. Você foi “treinado” a vida inteira pra identificar e evitar situações de risco e isso pode ser útil em outros lugares;
  • Hidrate-se! Talvez o melhor remédio que exista, uma boa hidratação pode prevenir doenças e até curá-las, além de levantar o nosso astral e disposição;
  • Evite alimentos ou bebidas que pareçam muito fora do usual. Pode soar baboseira. A final de contas, viajar é se conectar com a cultura local e isso inclui a culinária e sabemos bem que existem muitas bizarrices gastronômicas que atraem curiosidade e interesse. Meu conselho é: se for um alimento muito fora do comum ou com aspecto suspeito, mas você fizer questão de experimentar, pesquise na internet e pergunte antes de consumi-lo. Ninguém quer passar o resto da viagem indo ao banheiro, com uma alergia, ou pior, com uma intoxicação alimentar;
  • Tenha um contato de emergência. Pode ser um parente, um amigo ou até mesmo o dono do hostel onde está se hospedando. O importante é que pelo menos uma pessoa saiba informações básicas sobre onde você está, o que anda fazendo e telefones de contato caso você desapareça por muito tempo. Outra dica: se for visitar algum lugar sozinho, seja um parque, uma trilha ou um museu, converse com pessoas que estejam trabalhando no local, mesmo que por um breve momento. Caso aconteça algo com você, quando forem te procurar, é importante que saibam por onde você passou;
  • Faça um seguro viagem. Não deixe de fazer o seu. Não é bobeira. Não é dinheiro jogado fora. É barato e pode salvar a sua viagem num caso de necessidade. Saiba mais abaixo:

A Assistente de Viagem é uma empresa internacional que disponibiliza no seu site planos de Seguro Viagem InternacionalNacional, ambos com Assistência 24h, das principais seguradoras e operadoras do país e do mundo.

A empresa é nossa parceira e, se você fechar um pacote através do link abaixo,nós ganhamos uma pequena comissão, que nos ajudará a manter o blog funcionando!

COTE AQUI O MELHOR PREÇO EM SEGURO VIAGEM NACIONAL OU INTERNACIONAL.


♦ Qual a idade mínima para viajar sozinho?

No Brasil há a seguinte regra: menores de 12 anos que forem viajar com acompanhante sem grau de parentesco devem apresentar uma autorização de viagem por escrito pelos pais, com firma reconhecida em cartório.

Para o exterior a regra é praticamente a mesma: menores de 18 anos que forem viajar com terceiros devem obrigatoriamente apresentar o documento de identificação (RG ou passaporte) e uma declaração por escrito dos pais, com firma reconhecida em cartório. Se um dos pais não puder assinar, deve-se requerer o documento na Vara da Infância e da Juventude.

Espero que esse post ajude você a ver que não tem mistério viajar sozinho e que você só tem coisas boas a ganhar. Não deixe para depois o que você pode fazer agora. Não deixe de viajar para algum lugar por falta de companhia.

Você curte as dicas que postamos aqui no blog? Então nos siga no instagram @trilhasecachoeiras para acompanhar nossas trilhas e viagens!

Essa dica foi útil para você? Por favor, então deixe um comentário e compartilhe também nas suas redes sociais. Este site é feito com muita dedicação e seu apoio/participação realmente nos ajudará a mantê-lo no ar.

Deixe um Comentário

*By using this form you agree with the storage and handling of your data by this website.

Trilhas e Cachoeiras foi criado em 2014 para compartilhar dicas, fotos, roteiros e experiências de trilhas e viagens no Brasil e no mundo. 

Copyright©2022. Todos os Direitos Reservados ao site Trilhas e Cachoeiras

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Aceitar Read More

Traduzir »

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.