Morro da Urca

  Endereço  Praça General Tiburcio – Urca, Rio de janeiro
  Distância Total  4,5 km
  Tempo Total  1 hora
  Elevação Máxima  220 metros
  Nível do Trajeto  Leve

 

 

 


>A CHEGADA

       O Morro da Urca está inserido na Unidade de Conservação Monumento Natural dos Morros do Pão de Açúcar e da Urca, no Bairro da Urca, na Zona Sul do Rio de Janeiro.

      Como o bairro se localiza entre os bairros de Botafogo, Copacabana e Leme, há muitas opções de transporte público na região. Já pra quem vai de carro, seguir pela Av. Venceslau Braz (sentido Botafogo) e virar à direita, logo após a Universidade Federal (UFRJ), seguindo pela Av. Pasteur até o fim, Praça General Tiburcio, que fica próxima ao início da trilha. Há muitas opções de vagas pra estacionar por ali.

Praça General Tiburcio
Praça General Tiburcio

>A TRILHA

      A trilha, propriamente, só tem início após uma breve caminhada pela Pista Cláudio Coutinho, que se localiza bem à esquerda da praia, próximo à Escola de Comando e Estado Maior do Exército – ECEME. Esse primeiro trecho consiste numa tranquila caminhada à beira-mar onde é possível curtir o contato com a natureza e se informar nas diversas placas de informações espalhadas ao longo do trajeto. 

Pista Cláudio Coutinho
Pista Cláudio Coutinho

OBS: À esquerda da pista, há vários pontos onde é possível subir pelo costão de pedra, mas esses caminhos são destinados apenas aos escaladores que pretendem escolher uma entres as dezenas de vias de escalada que o Morro da Urca oferece. Portanto só faça isso acompanhado de pessoas treinadas e bem equipadas.

     Após alguns poucos quilômetros, o “verdadeiro” início da trilha. nesse momento você tem que sair da pista e seguir à esquerda em direção à trilha de terra (não se preocupe, pois tudo é bem sinalizado).

Início da trilha
Início da trilha

         A subida é bem tranquila, bem sinalizada e com estruturas de madeira em alguns pontos, inclusive com corrimão. No entanto, é um pouco cansativa por ser íngreme, além de ser escorregadia em alguns pontos (mantenha-se sempre atento!). Em determinados pontos, abre um clarão na mata e dá pra ter ideia do cenário incrível que se tem lá de cima.

Vista do Mirante

    Não muito distante do começo da trilha, tem uma bifurcação. Os dois caminhos podem levar até o topo, mas recomendo seguir pela esquerda, pois o caminho da direita é complicado; a vegetação está muito fechada em alguns pontos o que dificulta bastante se localizar. 

      A partir daí a trilha fica mais ampla e logo adiante tem um belo mirante estruturado com um deck de madeira de onde se tem uma bela vista. O topo está alguns minutos à frente, apenas.

Mirante na trilha
Mirante na trilha

     Chegando lá no alto do Morro da Urca, você encontra um lugar bem estruturado, com banheiros, bebedouros, lojas, bares e lanchonetes. No entanto, o mais impressionante é todo o esplendor da nossa cidade, abençoada com suas muitas belezas naturais. 

        Lá de cima dá até pra escolher qual visual você prefere curtir: encarar de frente o Morro do Pão de Açúcar* (ou visitá-lo de bondinho); vislumbrar a imensidão da Baía de Guanabara com o Cristo Redentor* (no topo do Morro do Corcovado) ao fundo; dar uma olhada nos vizinhos: Morro da Babilônia* e Morro do Leme; admirar a beleza da Ponte Rio-Niterói* e da cidade vizinha; ou então já imaginar a sua próxima aventura dentre as várias atrações naturais que o Rio de Janeiro oferece: Morro Dois Irmãos, Pedra da Gávea, Pedra Bonita, Morro dos Cabritos,  todos visíveis dali!!!

Visual do Topo do Morro da Urca
Visual do Topo do Morro da Urca

           Na volta, é possível ir pela trilha novamente ou comprar um bilhete e descer de bondinho (o que recomendo caso não conheça). O valor gira em torno dos R$ 20,00 (após as 19:00 é gratuito – lembrando que o acesso à trilha fecha às 18:00)

>CONSIDERAÇÕES FINAIS*

    A Urca é um bairro muito charmoso e uma boa pedida pós trilha é visitar o tradicional Bar Urca. Lá a boa é tomar uma cerveja sentado nas famosa mureta da Urca e pedir um aperitivo, enquanto curte o visual da Baía de Guanabara. O bar também possui um restaurante no segundo andar onde serve ótimas refeições.

Cerveja pós-trilha no Bar Urca
Cerveja pós-trilha no Bar Urca

Abaixo disponibilizo algumas considerações e curiosidades sobre esses locais:

Morro da Urca: “O Morro  lembrava a proa de uma embarcação holandesa da época, a Urca, que acabou por nomeá-lo. A área adquiriu importância estratégica por se localizar em um dos extremos da entrada da Baía de Guanabara. Lá foi erguida a Fortaleza de São João, que, em conjunto com a Fortaleza de Santa Cruz do outro lado da baía, foi responsável por impedir invasões marítimas de corsários franceses e holandeses ao Rio.

O Morro da Urca tem grande importância na história da música brasileira. Grandes festivais eram realizados, nos anos 80, em um espaço cultural que funcionava em seu topo. Ainda hoje, durante o verão, ocorrem eventos e shows de grandes artistas.” (Fonte: http://www.etrilhas.com.br/)

 

Pão de Açúcar: “A origem do nome é atribuído a sua semelhança com antigos cones onde os portugueses transportavam açúcar, chamados de pães de açúcar. Junto com a estátua do Cristo Redentor é o maior cartão-postal da cidade do Rio de Janeiro e um dos mais famosos do Brasil. Pelas características únicas, margeado pelas águas da baía de Guanabara, constitui-se em uma referência turística internacional para a cidade.

Possui como atração complementar o passeio de teleférico, interligando a Praia Vermelha e o Morro da Urca ao Pão de Açúcar. Conhecido como Bondinho do Pão de Açúcar (http://www.bondinho.com.br/) o teleférico foi idealizado em 1908 e inaugurado em 1912, tornando-se o primeiro teleférico instalado no país e o terceiro do mundo. Nesses mais de noventa anos de existência, já transportou mais de trinta milhões de pessoas. Na última estação do bondinho tem-se a vista panorâmica das cidades do Rio de Janeiro e de Niterói.

O Morro do Pão de Açúcar, o mais alto do complexo, é constituído por um bloco único de gnaisse-granito com mais de seiscentos milhões de anos de idade, que surgiu da separação entre os continentes sul-americano e o africano, e que sofreu alterações por pressão e temperatura. Eleva-se a 395 metros acima do nível do mar. É rico em espécies de plantas rupícolas, estando presente em suas faces diversas espécies endêmicas de bromélias e orquídeas. A face sul é especialmente rica, praticamente toda tomada por um “tapete vegetal”, contrastando enormemente com a face norte que apresenta pouca vegetação em suas vertentes. É circundado por um resquício de Mata Atlântica. Em seu topo localiza-se a última estação do teleférico. O seu nome é explicado por alguns autores pela semelhança aos blocos cônicos formados pelo açúcar na fase da purga em sua fabricação, à época colonial.” (Fonte: www.wikipedia.com)

Morro da Babilônia: é um morro localizado na divisa entre os bairros de Botafogo, Urca, Leme e Copacabana , na cidade do Rio de Janeiro, no Brasil. Abriga duas favelas: a do Morro da Babilônia e a do Chapéu Mangueira. Também abriga uma área de proteção ambiental.

Pedra da Gávea: “A Pedra da Gávea é um monólito de gnaisse cujo ponto culminante situa-se na Barra da Tijuca, estendendo-se pelos bairros do Joá, do Itanhangá e de São Conrado, Rio de Janeiro, Brasil. Com topo de granito subindo 842 metros acima do nível do mar, é o maior bloco de pedra a beira mar do planeta. É um dos pontos extremos do parque da Floresta da Tijuca e um dos mirantes mais espetaculares. O batismo da Pedra da Gávea remonta à épica expedição do capitão Gaspar de Lemos, iniciada em 1501, de que participou igualmente Américo Vespúcio, e na qual também o Rio de Janeiro recebeu sua denominação. Foi a primeira montanha carioca a ser batizada com um nome em português, após ter sido avistada, no primeiro dia de janeiro de 1502 pelos seus marujos, que reconheceram em sua silhueta o formato de um cesto de gávea, dando origem ao termo usado para toda a região da Gávea Pequena e para o atual bairro da Gávea.” (Fonte: www.wikipedia.com)

Pedra Bonita: A Pedra Bonita é um ponto turístico localizado no Parque Nacional da Tijuca, na cidade do Rio de Janeiro. Ela fica no Setor C, juntamente da Agulhinha da Gávea e Pedra da Gávea, uma área geograficamente isolada da sede do parque. Por ser de fácil acesso é muito visitada por quem busca curtir o nascer ou por do sol  de um visual vislumbrante. De lá, tem-se uma visão privilegiada da Pedra da Gávea.

Corcovado:Antes chamado de Pináculo da Tentação pelos portugueses, o Corcovado era ponto turístico já em 1824, quando D. Pedro I mandou que fosse aberta uma trilha que ligava o Cosme Velho ao pico. A partir dessa época, a montanha tornou-se passeio obrigatório da Corte Portuguesa e até mesmo Charles Darwin usou a trilha para chegar ao Corcovado. Em 1884, D. Pedro II incrementou o passeio, inaugurando o Trem Turístico do Corcovado.” (Fonte: http://www.etrilhas.com.br/)

Estátua do Cristo Redentor: “É um monumento retratando Jesus Cristo, loacalizado na cidade do Rio de Janeiro, no estado do Rio de Janeiro, no Brasil. Situa-se no topo do morro do Corcovado, a 709 metros acima do nível do mar. Foi inaugurado às 19h15min do dia 12 de outubro de 1931 dia de Nossa Senhora Aparecida, depois de cerca de cinco anos de obras. Um símbolo do cristianismo, o monumento tornou-se um dos ícones mais conhecidos internacionalmente do Brasil. Dos seus 38 metros, oito estão no pedestal e trinta na estátua, a qual é a segunda maior escultura de Cristo no mundo, atrás apenas da Estátua de Cristo Rei, na Polônia.”. (Fonte: http://www.wikipedia.com)

Digiprove sealCopyright secured by Digiprove © 2016
PDF24    Enviar artigo em PDF   

Deixar uma resposta

2 thoughts on “Morro da Urca”

    • Lucas Levenhagen
All original content on these pages is fingerprinted and certified by Digiprove
Por favor, aguarde...

Junte-se a nos!

Deixe seu nome e e-mail pra que possamos enviar todas as novidades do nosso site, (relatos de trilhas, cachoeiras, dicas sobre viagens e muito mais) assim que forem sendo publicadas!! Siga também nosso instagram - @trilhasecachoeiras - e nos envie suas fotos...toda semana publicamos o \"destaque da semana\". Grande Abraço!
Translate »