Maciço das Prateleiras – Itatiaia

Maciço das Prateleiras

 

  Endereço  Parque Nacional de Itatiaia – Parte Alta – RJ / MG.
  Distância Total  6 km
  Tempo Total  6 horas
  Elevação Máxima  2.539 metros
  Nível do Trajeto  Difícil

 

 

 

 


 

>A CHEGADA

    O Parque Nacional de Itatiaia* está localizado na divisa entre os estados do Rio de Janeiro e Minas Gerais, próximo ao Estado de São Paulo, na Serra da Mantiqueira

    Saindo do Rio de Janeiro ou São Paulo, seguir pela Rodovia Presidente Dutra (BR 116) até o povoado de Engenheiro Passos, 12 Km depois de Itatiaia. Seguir pela BR 354, na estrada Rio-Caxambú (Circuito da Águas) por 23 Km, até o local conhecido como Garganta do Registro, a 1.669 metros de altitude, onde há um ponto de parada (perfeito para combinar um encontro caso esteja em um grupo grande) com lanchonete, mercadinho e estacionamento. 

Garganta do registro
Garganta do registro

 

   A estrada pro Parque Nacional de Itatiaia – PNI fica subindo à direitaA partir daí são 14 km até a entrada do Parque onde fica o Posto Marcão (antigo Posto 3) e mais 3 km até o Abrigo Rebouças.

OBS: Cuidado pra não passar direto caso contrário acabará em Itamonte, cidade mineira vizinha à Itatiaia. Aliás, Itamonte é uma opção pra quem tiver que pernoitar fora do Parque ou precisar de suprimentos. A cidade possui pousadas, postos de gasolina, restaurantes e comércio.

OBS: Durante o período de reprodução do Sapo Flamenguinho, símbolo do Parque, o acesso de veículos Camping Rebouças fica interditado e é preciso deixar o carro no estacionamento e andar 3 km até o abrigo. (Pergunte antes, pois isso fará a diferença entre ter que carregar as suas coisas na mão até o camping ou não)

    Os principais pontos de chegada de ônibus são o Terminal Rodoviário de Resende, também conhecido como Rodoviária Graal, localizado a aproximadamente 24 km, na Rodovia Presidente Dutra e o Terminal Rodoviário Jorge Miguel Jayme, do Município de Itatiaia, localizado a, aproximadamente 5 km. Para chegar à Parte Alta do Parque, a Viação Cidade do Aço faz o trajeto Resende (rodoviária) – Caxambu, onde o visitante deve descer na Garganta do Registro, e seguir caminhando até o Posto Marcão,

ATENÇÃO: Além da visitação normal, o local é utilizado também para treinamento de grupos especiais e militares. Nessas ocasiões o acesso ao maciço é limitado para os grupos em treinamento, sendo as informações divulgadas na BR-485, próximo à Garganta do Registro.

>A TRILHA

       A trilha tem início próximo ao Abrigo Rebouças*. O visitante tem a opção de caminhar apenas até a base ou seguir até o cume, sendo essas opções escolhidas já no Posto Marcão, onde existe hoje o controle dos visitantes. Até a base das Prateleiras são 1.4 km que podem ser percorridos em aproximadamente 1 hora. Essa parte inicial é bem sinalizada e bem longa, com alguns sobes e desces. Durante o trajeto é possível avistar o Pico das Agulhas Negras. O tempo de ascensão varia de acordo com a via a ser utilizada, pois o maciço possui mais de uma via de escalada.

        Chegando bem próximo ao Maciço, é possível vislumbrar o Vale do Paraíba e todo o contorno do lugar. Neste ponto há uma placa indicando a necessidade de conhecimento de técnicas de escalada.

Vale do Paraiba
Vale do Paraiba

OBS: Apesar de existirem diversas vias que levem até o topo, na que fizemos é possível subir até o cume sem a utilização de cordas, mas você deve estar ciente de que a partir deste ponto não há mais sinalização e a trilha é toda em meio à pedras o que dificulta a localização do caminho a seguir. Portanto o ideal é seguir com alguém que conheça o caminho. Somente seguindo a via correta, será possível subir sem a necessidade de equipamento de escalada. 

      Passada essa placa, o restante da trilha será toda por meio de “escalaminhada” (em dias quentes é bom estar preparado pra enfrentar um forte calor, pois estará totalmente exposto ao sol durante todo o trajeto). A subida é íngreme o que a torna bem cansativa, forçando principalmente a região do joelho. As pedras são espaçadas com algumas fendas entre elas o que torna algumas passagens emocionantes e até mesmo assustadoras.

       Chegando ao cume o esforço será recompensado. Formado por imponentes blocos de rocha, está a 2.539m de altitude. Encontra-se em região com vegetação de Campos de Altitude e possui muitas vistas panorâmicas, destacando-se o Vale do Paraíba. Nos arredores do maciço também podem ser encontrados a Pedra da Maçã, Pedra da Tartaruga, Pedra Assentada, atrativos amplamente divulgados e visitados.

Maciço das Prateleiras
Maciço das Prateleiras

     Já bem próximo ao camping Rebouças, há uma cachoeira, a Cachoeira das Flores. Não há qualquer sinalização que indique o caminho a seguir pra chegar até lá, mas ela é facilmente avistada durante todo o trajeto do Camping até a Base das Prateleiras. O acesso é por meio de descidas bem demarcadas que ficam à margem da trilha principal que leva até as Prateleiras. Chegando lá vale muito a pena um mergulho, mesmo sendo muito gelada a água!

Cachoeira das Flores
Cachoeira das Flores

>CONSIDERAÇÕES FINAIS*

    No próprio Parque há grandes placas instaladas com informações sobre seus atrativos,  mapas  e curiosidades, como na foto a seguir.

 

Abaixo algumas orientações e curiosidades acerca dessa trilha:

     No interior do Parque não há qualquer tipo de mercearia ou comércio, portanto, vá preparado com suprimentos necessários para a quantidade de dias que for ficar por lá. Além disso, no camping não há qualquer estrutura para a preparação de alimentos, tal como fogão a lenha, portanto leve o seu fogareiro ou alimentos que não precisem de preparo.

OBS: Lembrando que o comércio mais próximo fica à 17 km de estrada de terra em estado precário.

     Mesmo no verão, as noites lá são muito frias devido à altitude. Portanto não esqueçam de levar roupas próprias para o frio e isolantes térmicos e sacos de dormir adequados, bem como capa de chuva.

      No parque há diversos guias experientes em escaladas e montanhismo que conhecem muito bem a região. Alguns ficam na entrada do parque, enquanto outros, mais antigos, são contatados via facebook ou telefone antecipadamente. (dentro do Parque não há sinal de telefone). Outra opção, como fizemos, é esperar que os guias apareçam na área do camping, que serve de ponto de abastecimento e banheiro, por estar no caminho para a maior parte das trilhas. Assim que aparecerem, geralmente com algum grupo, converse com ele. se for possível se junte ao grupo, ou então marque com ele para os próximos dias. (Nós indicamos o guia Tadeu que nos ajudou na subida até o pico das Agulhas Negras. Ele é muito gente boa e conhece muito a região. O email de contato dele é tadeu.j.fonseca@gmail.com – pelo email é possível acha-lo no Facebook)

Parque Nacional de Itatiaia: “É o primeiro Parque Nacional do Brasil, tendo sido criado em 14 de junho de 1937, através do Decreto no.1.713, pelo Presidente Getúlio Vargas […] O Parque Nacional do Itatiaia (PNI) é uma Unidade de Conservação (UC) de proteção integral e faz parte do Mosaico de Unidades de Conservação da Serra da Mantiqueira […] O PNI abriga aproximadamente 5.000 espécies de insetos, 350 de aves e 50 de mamíferos, além de inúmeros répteis e anfíbios, muitas das quais endêmicas ou ameaçadas, como o sapo flamenguinho (Melanophryniscus moreirae), a onça parda ou suçuarana (Puma concolor), o macaco muriqui (Brachyteles aracnoides), entre outras.As aves têm grande importância para a Unidade, tanto sob o ponto de vista ecológico, quanto pelo seu potencial turístico. O Parque Nacional é conciderado um dos melhores locais do mundo para a prática do “birdwatching” ou observação de aves. Atualmente pelo menos 357 espécies são relatadas para o PNI, sendo 51 consideradas endêmicas (HONKALA & NIIRANEN, 2010) e 42 vivendo em altitudes elevadas (IBAMA, 1994).” (Fonte: http://www.icmbio.gov.br/parnaitatiaia/)

OBS: O Parque pode ser visitado a ano todo, mas o melhor período para conhecer a parte alta é durante o inverno. Enquanto que a parte baixa pode ser desfrutada durante todo ano, mesmo no verão, porém é época de grande incidência de chuva. O horário de funcionamento é diferente para a parte baixa e parte alta do parque: Na parte baixa o horário para ingresso inicia-se às 08h, com permanência até às 17h. Na parte alta, o horário para ingresso é das 07h às 14h. Sendo que, visitantes com reserva no camping ou abrigo podem entrar até mais tarde. 

Abrigo Rebouças: “Com sua construção já concluída na primeira metade dos anos 50 do século passado, na gestão de Wanderbilt Duarte de Barros, o Abrigo Rebouças passou a ser o abrigo público mais alto do Brasil (altitude de 2350 metros), sendo um típico abrigo de montanha. Batizado como Rebouças desde a sua inauguração, homenageia o engenheiro civil, botânico e geólogo André Pinto Rebouças (1838-1898), pioneiro em vários temas, destacando-se como um combativo abolicionista e, à sua época,  um dos maiores incentivadores para a criação de parques nacionais. Próximo do abrigo, o represamento do Rio Campo Belo é parte de uma pequena hidrelétrica que por algum tempo forneceu energia ao mesmo, mas sem conseguir atingir a carga suficiente, vindo a ser desativada. Entre os anos de 1997 e 1998, mediante um cabeamento subterrâneo, o abrigo voltou a ter energia elétrica. Também naqueles anos foi instalado um sistema à gás para aquecimento de água, atualmente desativado.

Ao lado do Abrigo Rebouças temos um espaço para  camping, com  15 (quinze) vagas para barracas de até 3 pessoas. Apenas 10 (dez) vagas poderão ser reservadas, as outras 5 (cinco) ficarão disponíveis  para os  visitantes que chegarem sem reserva no Posto Marcão. Essas vagas serão ocupadas por ordem de chegada.” (Fonte: http://www.icmbio.gov.br/parnaitatiaia/)

Sapo Flamenguinho: “espécie de sapo que habita o Parque Nacional do Itatiaia, um dos poucos lugares do mundo onde é encontrado. Por isso foi adotado como símbolo da diversidade e da importância do Parque. Após quatro meses de hibernação durante o inverno, ele sai pra se reproduzir nas primeiras chuvas de outubro. Vive em poças rasas, como principalmente formigas e é mais ativo durante o dia. Na época de acasalamento, macho e fêmea ficam abraçados por, pelo menos, 24 horas. Visto de cima, o Flamenguinho, por ser escuro e rugoso, pode ser confundido com as pedras. Por baixo, tem um colorido vermelho e preto que deu origem ao seu nome. O macho tem cerca de 2,4 cm e a fêmea pode chegar a mais de 3cm.”. (Fonte: Placa no Parque Nacional do Itatiaia)

Digiprove sealCopyright secured by Digiprove © 2015

2 thoughts on “Maciço das Prateleiras – Itatiaia”

Deixar uma resposta

All original content on these pages is fingerprinted and certified by Digiprove
Por favor, aguarde...

Junte-se a nos!

Deixe seu nome e e-mail pra que possamos enviar todas as novidades do nosso site, (relatos de trilhas, cachoeiras, dicas sobre viagens e muito mais) assim que forem sendo publicadas!! Siga também nosso instagram - @trilhasecachoeiras - e nos envie suas fotos...toda semana publicamos o \"destaque da semana\". Grande Abraço!
Translate »