Cachoeiras do Quitite

Poço conhecido como Lago Azul
  Endereço  Estrada do Quitite – Jacarepaguá, RJ
  Distância Total  5 km
  Tempo Total  2h 30min
  Elevação Máxima  –
  Nível do Trajeto  Leve

 

 

 


>A CHEGADA

          As Cachoeiras do Quitite* estão localizadas na estrada de mesmo nome, no Anil, dentro do bairro Jacarepaguá, no Rio de Janeiro.

       Pra chegar ate lá, é preciso pegar a Estrada de Jacarepaguá, sentido Freguesia e entrar na rua ao lado do posto de gasolina Shell (Rua Oscar López) e seguir direto até entrar no Condomínio Ville Montagne (basta falar que vai pra cachoeira). atravessar a pontezinha à esquerda e seguir até o fim.

        Recomendo estacionar o carro dentro do Condomínio, próximo ao portão de saida, que dá na Estrada do Quitite, pois é mais seguro.A partir daí, a caminhada até o início da trilha é bem curta. Basta pegar a direita ao sair do condomínio e andar alguns poucos metros até um portão enferrujado, com uma placa escrita: “Propriedade da Família Silva”.

OBS: Para os que forem de ônibus (são muitas as linhas de ônibus que passam por ali): terão que saltar na Estrada do Jacarepaguá e andar esse caminho todo ou ir de táxi. 

>A TRILHA

      A trilha tem início depois do portão (fica encostado; basta abri-lo). O primeiro trecho é todo em pedra (alguns veículos passam pelo local). Mais à frente, há uma bifurcação que pode confundir (preste bastante atenção!!! Não suba pela estrada de pedra!!!). Saia da estrada principal e entre na estrada de terra à direita.

        Durante o caminho há vários pedaços de azulejo no chão (procure sempre utilizar calçados pra fazer suas trilhas). A trilha passa por um antigo portão próximo a um fusca abandonado; mais a frente, por uma ponte e, logo em seguida, segue paralela a uma cerca de arame farpado (atenção pra não se ferir no arame) por um breve trecho.

        Ignore uma grande estrada seguindo à esquerda que leva até a propriedade de alguém. Siga em frente seguindo uma placa na árvore indicando o caminho correto. Logo adiante há uma larga trilha à direita que leva a um ambiente bem agradável, com um grande poço fundo onde as pessoas costumam saltar e praticar slackline.

rapaz praticando slackline
praticante de  slackline

     Continuando por cerca de 15 minutos, próximo a uma grande rocha às margens da trilha, tem uma outra trilha à esquerda bem escondida, coberta por vegetação Esse caminho leva atá uma cachoeira com uma belíssima queda (em tempos de chuva), mas a trilha é bem complicada, pois, devido a fortes chuvas, várias árvores, folhas e pedras caíram pelo caminho.

ATENÇÃO: Não há sinalização e a trilha não é bem demarcada. Pra quem não conhece, é fácil se perder. Recomendo visitar essa cachoeira somente com alguém que conheça o caminho!

      A cachoeira é muito bonita e isolada de tudo. um verdadeiro paraíso escondido. Pra completar, ainda tem uma entrada “secreta” por uma fenda que fica atrás da queda onde se consegue subir nela e saltar direto no poço (Preste atenção no chão do poço antes de pensar em saltar. Podem haver pedras que caíram recentemente. Portanto só pule se tiver certeza que é seguro!)

salto na cachoeira
salto na cachoeira

      Retornando à trilha principal, a próxima cachoeira fica próxima, a uma distância de, aproximadamente, 10 minutos apenas. No caminho até ela, tem uma casa rústica e um pequeno mirante de onde é possível ver a Zona Oeste (os locais conhecem como Mirante do Bororó, nome do antigo morador do casebre).

Mirante do Bororó
Mirante do Bororó

      Pouco tempo depois da casa tem uma trilha que desce à esquerda saindo da principal  que leva até uma área ampla com pequenas quedinhas. Vale a pena dar uma olhada. Alguns minutos adiante, mais uma trilha saindo da principal. Essa sim vale muito a pena; leva até uma cachoeira incrível e imponente. Uma forte queda que vem do meio das rochas caindo direto na gruta formada por centenas de pedras. O entorno tem bastante espaço pra relaxar, se alimentar e curtir a natureza.

cachoeira
cachoeira

      A partir daí a trilha principal se torna bem fechada, sendo preciso andar em meio à mata densa e capim alto, mas por pouco tempo.  Já bem próximo ao poço tem outra queda dentro de uma grutinha. Subindo alguns poucos metros em meio às pedras que beiram essa queda, chegamos ao último atrativo desse verdadeiro “circuito de cachoeiras”, uma linda piscina natural de águas claras em meio à selva, um poço conhecido por frequentadores como Lago Azul“.

Lago Azul
Lago Azul

>CONSIDERAÇÕES FINAIS

           A trilha não tem sinalização por placas, mas é bem demarcada e, apesar de ser pouco conhecida do público em geral, é bastante frequentada, principalmente pelos moradores do entorno.

              Respeite o local, não jogue lixo na trilhas e cachoeiras. Traga seu lixo de volta com você!

Digiprove sealCopyright secured by Digiprove © 2016
www.pdf24.org    Enviar artigo em PDF   

Deixar uma resposta

One thought on “Cachoeiras do Quitite”

All original content on these pages is fingerprinted and certified by Digiprove
Por favor, aguarde...

Junte-se a nos!

Deixe seu nome e e-mail pra que possamos enviar todas as novidades do nosso site, (relatos de trilhas, cachoeiras, dicas sobre viagens e muito mais) assim que forem sendo publicadas!! Siga também nosso instagram - @trilhasecachoeiras - e nos envie suas fotos...toda semana publicamos o \"destaque da semana\". Grande Abraço!
Translate »